• Flávia Mesquita

Nas trilhas ou nos trilhos?


Ainda falando sobre movimento... Como é o seu? De que forma ele acontece?

Nas trilhas da vida? Onde vamos caminhando despreocupados e confiantes de que tudo aquilo que vamos encontrar pela frente é estimulante, surpreendente, legítimo e agregador? Ou nos trilhos dos padrões de comportamento, dos condicionamentos, da disciplina? Para qual dos dois você pende mais? Qual deles é mais confortável para você?

Eu gosto das trilhas, gosto do novo, da surpresa e do desafio. Gosto dos ambientes abertos, sem limites de ar e de olhar. Gosto de saber que a próxima curva traz meu novo momento de vida, e com ele, evolução.

Mas tenho que confessar que também gosto do trilhos. Me traz segurança, por exemplo, saber que existem trilhos no comportamento da natureza, na troca do dia e da noite, na disciplina das estações do ano, no comportamento previsível dos astros. Acho confortável e tranquilizador entender que a vida tem um funcionamento preciso, indesviável, e que traz a cada um de nós, exatamente, aquilo que pode nos acrescentar. Cada nova curva nas trilhas por onde ando, entendo agora, esconde um trilho subjacente, sutil e de poder organizador! Diante disso, acho que não existe realmente trilha sem trilho. Mas acho que pode existir trilho sem trilha, e isso é uma coisa para pensar um pouco mais...


14 visualizações
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Posts Recentes
Arquivo